2017 2018

Janeiro

Fevereiro

Março

Abril

Maio

Junho

Julho

Agosto

Setembro

Outubro

Novembro

Dezembro

10 mitos estúpidos sobre carros que te podem deixar apeado

Outubro 29, 2018

Untitled design - Cópia

Se o carro não tiver problemas não precisa de ir ao mecânico, certo? Errado. Vamos desconstruir este e mais 9 mitos em que as pessoas estranhamente ainda acreditam e que podem criar problemas muito graves aos seus carros.
É cada vez mais comum que os condutores procurem todo o tipo de boas práticas que ajudem a economizar combustível enquanto conduzem. Porém, muitos das práticas difundidas são mitos sobre carros, que além de não serem verdadeiras, podem danificar o veículo e comprometer a segurança de todos os passageiros.
Conheça os 10 mitos sobre carros em que muitas pessoas ainda acreditam:

As revisões são desnecessárias quando o carro parece não ter problemas
Chego a altura de fazer a revisão ao teu carro. No entanto, ele parece não apresentar nenhum problema, o que te leva a adiar a ida à oficina. Atenção: isto é um erro pois os automóveis são compostos por peças mecânicas e, como qualquer máquina, precisam de uma manutenção básica para garantir a lubrificação dos componentes. Além disso, a manutenção contribui para valorizar o valor do carro e mantê-lo na garantia. Portanto, mais vale jogar pelo seguro e fazer sempre as revisões agendadas.

Devemos esperar que o motor aqueça antes de arrancar
Houve uma altura em que se recomendava deixar o motor aquecer primeiro, para garantir uma melhor eficiência do carro. Atualmente, com os carros bastante mais evoluídos, isso já não é necessário. Aliás, deixar o motor aquecer é inútil e só serve para aumentar os níveis de poluição da atmosfera e gastar combustível.
Utilizar combustível de marcar branca prejudica o carro
Se ainda és daquelas pessoas que acredita que ao abastecer num posto de marca branca, como o dos hipermercados, podes estragar o teu carro, enganas-te. A DECO realizou um estudo com quatro automóveis novos e iguais a diesel. Cada um dos veículos abastecia num posto de abastecimento de marca diferente e, após terem realizado vários quilómetros, os motores dos quatro veículos foram desmontados para verificar quais os danos ocorridos durante esse período. A conclusão foi óbvia: nenhum dos carros revelou diferenças entre os que abasteceram com combustível ‘premium’ e os que abasteceram com combustível de marca branca.
Circular com o ar condicionado ligado gasta mais combustível
A maior parte dos condutores desliga o ar condicionado quando o carro acende a luz de reserva de combustível e opta por abrir todas as janelas do veículo. Ao abrir os vidros do carro, quando se vai a uma velocidade superior a 80 quilómetros por hora, o vento lateral faz diminuir o rendimento do motor, e portanto, aumenta o consumo. Nestas condições, vais gastar mais do que se estivesses com o ar condicionado ligado.
O caso só muda de figura se for a circular a velocidades baixas: o carro consome menos combustível se circular com os vidros abertos do que com o ar condicionado.

Conduzir em ponto morto economiza combustível
Este é um dos mais perigosos mitos sobre carros. Os veículos atuais já possuem injeção eletrónica e isso quer dizer que, numa descida, o carro deteta que não é preciso injetar combustível e interrompe o fluxo de combustível vindo do tanque, podendo até desligar o motor.
Quando o carro não pega, a solução é sempre empurrá-lo
Se o motor não liga é porque existe um problema grave. O que é que deve fazer? Verificar todas as coisas básicas como, por exemplo, a falta de combustível. E se nenhuma luz acende no painel quando tenta ligar o carro, a bateria pode estar descarregada, estragada ou o motor de arranque avariou.
As caixas de velocidade manuais continuam a ser mais eficientes que as caixas automáticas
Durante muito tempo, a caixa manual era a mais eficiente, ao permitir escolher a mudança em que se quer conduzir e, assim, influenciar o consumo do combustível. No entanto, com a evolução das caixas de velocidades automáticas, o motor trabalha com menos rotações e atinge um consumo muito mais eficiente.
Dar um tiro no depósito do carro provoca uma explosão
Este deve ser um dos mais famosos mitos sobre carros. É habitual vermos, nos filmes de ação, que após um tiro no depósito de combustível o carro explode numa enorme bola de fogo. Mas isto é mentira. Por norma, a bala apenas perfura o depósito sem provocar qualquer faísca que possa incendiar o combustível, existindo apenas derrame de combustível.
Acelerar o carro antes de o desligar lubrifica o sistema
Pelo contrário. Com os motores mais recentes, acelerar antes de desligar o carro retira o óleo lubrificante das paredes dos cilindros. Esta prática prejudica a próxima viagem — que terá um maior atrito dos vários componentes.
Os carros elétricos só servem para andar na cidade
Embora seja verdade que a maior parte dos utilizadores fazem essencialmente viagens curtas, um carro elétrico normal deverá poder fazer 200 quilómetros sem problemas e de forma confortável.