2017 2018

Janeiro

Fevereiro

Março

Abril

Maio

Junho

Julho

Agosto

Setembro

Outubro

Novembro

Dezembro

5 dicas para poupar a embraiagem do seu carro

Janeiro 18, 2018

dicas para não gastar dinheiro com a embraiagem

Janeiro não marca apenas o início de um novo ano. É também o mês de alguns regressos, mais ou menos difíceis – ao trabalho e às aulas –, que acarretam um constrangimento adicional inevitável: o trânsito e, consequentemente, o desgaste do carro.

Estar parado em engarrafamentos não se traduz apenas no aumento do nível de stress. Filas de trânsito são também sinónimo de desgaste de componentes importantes do automóvel. Quantas vezes, durante as dezenas de paragens que é obrigado a fazer, mantém o pé na embraiagem quase de forma automática? É um hábito comum a muitos condutores, que pode conduzir à necessidade de substituição deste componente antes do que era suposto.

O tempo de vida útil de uma embraiagem é, em média, de 100 mil quilómetros num carro a gasolina e 150 mil num a diesel, mas pode diminuir consideravelmente às custas de estilos de condução indevidos. Para evitar custos de manutenção indesejados com uma nova embraiagem antes do tempo previsto, atente às seguintes dicas, que deve aplicar sempre que possível.

Pode poupar entre 150 e 400 euros – preço de um kit de embraiagem, dependendo do modelo do carro.

1. Evite apoiar o pé no pedal da embraiagem – ao fazê-lo, está a provocar o desgaste do disco, pelo que, sempre que não estiver a usá-la, deve tentar pousar o pé do lado esquerdo do pedal da embraiagem, onde há, por norma, um espaço para descanso.

2. Troque de mudança de forma progressiva – acelerar ou reduzir a velocidade de forma brusca, saltando mudanças não é saudável para a embraiagem, além de que pode significar o aumento do consumo de combustível.

3. Trave antes das lombas – ao fazê-lo está a reduzir o impacto na embraiagem. Sempre que avistar uma lomba, deve reduzir a velocidade, trocar a mudança e tirar o pé da embraiagem.

4. Use o travão de mão sempre que tiver de arrancar em subidas – é comum, sobretudo quando se tem a carta de condução há pouco tempo, deixar o carro ir abaixo em subidas. Em vez de tentar arrancar continuadamente recorrendo à embraiagem, opte por usar o travão de mão.

5. Controle o estado da embraiagem nas idas à revisão – é importante verificar regularmente o estado do cabo que aciona a embraiagem, nomeadamente se detetar algum comportamento estranho deste componente.