2017 2018

Janeiro

Fevereiro

Março

Abril

Maio

Junho

Julho

Agosto

Setembro

Outubro

Novembro

Dezembro

Esta startup quer usar a inteligência artificial para resolver os problemas das empresas

Janeiro 30, 2018

Descubra a startup que usa inteligência artificial

No contexto atual, em que as descobertas tecnológicas e os novos processos automatizados melhoram a eficiência das empresas todos os dias, não faz qualquer sentido continuar a usar as mesmas ferramentas de diagnóstico e identificação de problemas na produção que se usava antigamente. Quem o diz é Shravane Balabasqer, fundador da Prognostic, uma das startups escolhidas pela PRIO no âmbito do programa intensivo JumpStart e que junta empresas com propostas inovadoras para revolucionar o sector industrial.

Especializada no trabalho com empresas do sector químico e de hidrocarbonetos, minas e energia, a Prognostic é uma plataforma de inteligência artificial construída como o objetivo de automatizar os processos de diagnóstico e de tomada de decisão com vista ao aumento da eficiência operacional. Conjugando vários “processos analíticos para identificar potenciais problemas e fornecer soluções para os resolver”, a Prognostic “ajuda as equipas a antecipar falhas no sistema e a identificar os erros que estão na base desses problemas”, explica Shravane Balabasqer.

“Depois de integrado, este sistema pode ainda identificar peças que precisem de ser substituídas ou reparadas e enviar uma notificação aos responsáveis”, refere o fundador da Prognostic, sublinhando que a inteligência artificial da plataforma armazena toda a informação recolhida, por forma a identificar padrões e criar regras que melhoram a eficiência dos processos produtivos no futuro.