Estes são os carros elétricos preferidos dos portugueses

Smart Electric

Os portugueses estão cada vez mais preocupados com o ambiente, com a legislação que beneficia a aquisição deste tipo de veículos e também, com o reforço da rede de postos de carregamento, cujo crescimento tem sido muito impulsionado pela PRIO, detentora da maior rede privada de pontos de carregamento de veículos elétricos.

Segundo a ACAP – Associação Automóvel de Portugal, até junho de 2018 foram vendidos 1868 veículos sem emissões, mais do dobro (156,2%) do que na primeira metade de 2017.

No total, foram vendidos no ano passado 1640 veículos elétricos em Portugal. A Renault e Nissan são as marcas que mais vendem carros elétricos em Portugal. A Smart é a terceira marca elétrica a nível nacional, tendo vendido 211 carros até junho, graças às versões a bateria dos modelos Fortwo e Forfour. Citröen e BMW fecham esta tabela com 156 e 152 veículos registados, respetivamente.

PRIO apoia o primeiro rally ecológico em Portugal

O Portugal Eco Rally, que terá lugar nos próximos dias 9 e 10 de junho e se assume como o primeiro rally ecológico em terras lusas, contará com o patrocínio da PRIO
2018-eco-rally-Oeiras-PRIO
A PRIO decidiu apostar na primeira prova ecológica pelo seu carácter inovador e diferenciador em Portugal e porque acredita que este evento será uma oportunidade para os portugueses se convencerem do potencial dos carros eléctricos. A PRIO é uma das empresas no país que mais aposta na inovação das energias alternativas, assumindo na nossa estratégia a energia elétrica como uma das energias do futuro e, por isso, seria inevitável esta parceria com o Portugal Eco Rally.
No âmbito deste apoio, a prova, que terá lugar nas zonas de Oeiras, Arrábida e Sintra, num total de 372 quilómetros, terá a partida para uma etapa junto ao posto de abastecimento de Santo Amaro de Oeiras, com a participação de cerca de 30 carros/equipas. Organizada pelo Classic Clube de Portugal, em parceria com a Federação Portuguesa de Automobilismo e Karting (FPAK) e com o apoio do município de Oeiras, o Portugal Eco Rally é a quarta etapa do FIA Eletric and New Energy Championship 2018, que passa por 11 países, como Itália, Grécia, Japão, Mónaco, Espanha, entre outros.

PRIO investe 1 milhão de euros em inovação

A PRIO vai investir 1 milhão de euros para desenvolver projetos de inovação em 2018. Como parte do investimento previsto, arranca hoje a segunda edição do Jump Start, o programa internacional de aceleração de startups, lançado em parceria com a imatch. As startups candidatas vão ter oportunidade de apresentar ideias empreendedoras nas áreas de energia, sustentabilidade e tecnologia, para responder a três desafios apresentados pela PRIO:

  1. Postos do Futuro: Como integrar postos de abastecimento de energia nas Cidades do Futuro?
  2. Economia Circular: Como desenvolver mais soluções de mobilidade sustentável e energia verde?
  3. Experiência do Consumidor 2.0: Como colocar soluções de mobilidade e energia no coração e na ponta dos dedos do cliente?

As candidaturas estarão abertas até 28 de maio no site do programa Jump Start. À semelhança do ano passado, o programa está aberto a startups de todo o mundo.

Após o período de candidaturas, 20 startups serão selecionadas para trabalhar a sua proposta de valor no bootcamp intensivo, a decorrer nos dias 14 e 15 de junho. No decorrer deste bootcamp, serão escolhidas as 10 finalistas que serão acompanhadas pela PRIO e pela imatch em sessões de mentoria com o objetivo de adaptar as suas soluções inovadoras a negócios como o da PRIO.

jumpstartII

As semanas de mentoria culminarão no pitch training, a decorrer no dia 4 de julho, e na final, no dia 6 de julho, de onde sairão as 3 grandes vencedoras. Cada vencedora poderá contar com 10.000 € de valor base para implementar o seu piloto, acesso a uma bolsa de implementação com base na avaliação do modelo de negócio e apoio permanente da equipa PRIO. Mas as novidades não acabam por aqui: a edição deste ano contará também com pitches em carros elétricos na fase de candidaturas e no avião acrobático PRIO, comandado pelo piloto de acrobacias Luís Garção, para os 5 melhores finalistas.

Para Cristina Borges Correia, Diretora de Inovação da PRIO, “o Jump Start e as novidades deste ano, associadas ao investimento previsto em inovação, demonstram bem a nossa vontade de continuar a trazer novidade aos setores da energia e mobilidade nacionais. Temos por objetivo oferecer mais valor aos nossos clientes, tornar o nosso negócio mais amigo do ambiente e preparar a PRIO para as grandes tendências do futuro”.

Paralelamente ao lançamento do Jump Start, a PRIO lança hoje também um concurso de ideias dirigido aos seus colaboradores. “Com esta iniciativa, acreditamos que obteremos muitos inputs relevantes dos nossos colaboradores, que conhecem como ninguém o negócio e o grupo. Estaremos também a manter o espírito de startup que nos caracteriza e tê-los-emos envolvidos na geração de novos caminhos de futuro”, acrescentou Cristina Borges Correia.

Mais informação sobre o programa “Jump Start” em http://priojumpstart.com/

Portugal é um dos países em que a venda de carros elétricos mais cresce

Quem anda de um lado para o outro já não se espanta quando se cruza com um carro elétrico no trânsito. E há uma boa explicação para isso: as vendas deste tipo de veículos em Portugal não param de subir e o nosso País ocupa já um posto destacado no ranking de países de maior adesão dos condutores aos veículos elétricos. De acordo com os dados revelados pela EV Volumes, Portugal ocupava, em 2017, um lugar destacado na lista de Países com maior crescimento da percentagem de veículos elétricos no mercado de novos automóveis registados.

Entre os países em que esta percentagem é mais elevada, destaque para a Noruega, que lidera o ranking. Portugal ocupava, em 2017, a 18.ª posição desta lista da EV Volumes, à frente de países como o Canadá, o Japão ou até os Estados Unidos.

grafico veículos elétricos

Os dados divulgados pela EV Volumes estão em linha com os dados conhecidos do mercado interno: segundo a ACAP – Associação Automóvel de Portugal, no ano passado a venda de veículos 100% elétricos mais do que duplicou em comparação com os números de 2016. Ao todo, foram vendidos 1640 veículos apenas movidos a baterias, o que representa um aumento de 116,9% face ao período homólogo.

Por detrás destes números, explica a ACAP, estão os fortes incentivos dados pelo Estado e o alargamento do número de pontos de carregamento – liderada pela PRIO, que detém a maior rede nacional de pontos de carregamento de veículos elétricos. Recorde-se que o Fundo Ambiental disponibiliza um subsídio no valor de 2250€ às primeiras mil pessoas que apresentem um comprovativo de compra de um carro elétrico.

E os benefícios não ficam por aqui: quem quer adquirir um automóvel elétrico pode já ficar a saber que o preço do veículo não inclui o Imposto Sobre Veículos (ISV). Estes beneficiam ainda de um baixo Imposto Único de Circulação (IUC), entre 7,91€ e 35,87€.

8 razões para comprar um carro elétrico

Razões para comprar um carro elétrico

Já há muito tempo que os carros elétricos deixaram de ser apenas uma novidade e todos os dias nos cruzamos com estes veículos silenciosos. Os números não enganam e mostram que Portugal é um dos países do mundo onde mais pessoas se estão a converter aos veículos elétricos. E cada vez mais há razões para o fazer.

Por isso, se está a pensar em trocar de carro nos próximos tempos, a pergunta que se deve colocar é: por que é que não compra um carro elétrico? A verdade é que os problemas originalmente apontados aos veículos elétricos estão, na maioria, resolvidos ou em vias de estar solucionados: os custos estão mais baixos, as baterias são mais resistentes, o tempo de carregamento diminuiu, a performance dos veículos tem vindo a ser substancialmente melhorada e há cada vez mais pontos de carregamento – a PRIO, por exemplo, conta com a maior rede nacional de pontos de carregamento para veículos elétricos.

Portanto, é muito extensa a lista de argumentos que podem ajudá-lo a tomar a decisão de comprar um veículo elétrico. Mas se ainda não está convencido, veja aqui todos os argumentos que o farão mudar de ideias:

Têm enormes benefícios fiscais
Sabia que o Governo lhe paga para comprar um carro elétrico? E aqui não é pagar no sentido figurado: suportado pelo Fundo Ambiental, o Estado dá um subsídio no valor de 2250€ às primeiras mil pessoas a apresentarem um comprovativo de compra de um carro elétrico. Mas os benefícios não ficam por aqui. Quem quer adquirir um automóvel elétrico pode já ficar a saber que o preço do veículo não inclui o Imposto Sobre Veículos (ISV). Estes beneficiam ainda de um baixo Imposto Único de Circulação (IUC), entre 7,91€ e 35,87€.

Os carros elétricos são mais baratos
De um modo geral, o preço de um veículo elétrico novo não é muito diferente do preço dos veículos tradicionais. Mais extra, menos extra, os preços acabam por oscilar pouco e a comparação, no papel, parece simples de fazer porque os valores são aproximados. No entanto, há uma diferença muito grande entre o valor que está no papel e o preço que efectivamente tem que pagar no final é grande, uma vez que há um conjunto muito alargado de incentivos e benefícios fiscais que reduzem o preço final dos veículos elétricos.

Os carros elétricos são mais amigos do ambiente
Este é o argumento mais ouvido e que é repetido até à exaustão em qualquer discussão, debate ou conversa sobre veículos elétricos. Mas a verdade é que é mesmo assim: um carro elétrico tem zero – zero – emissões de gases para a atmosfera.

Pode carregar um carro elétrico sem sair de casa
Se comprar um carro elétrico pode passar o resto da sua vida sem depender de postos de abastecimento. Claro que há imensas vantagens em usar pontos de carregamento como os que a PRIO tem na sua rede, mas a possibilidade de poder carregar o seu carro em casa ou até enquanto trabalha lhe tira imenso peso e preocupações dos ombros. E se fizer um investimento em painéis solares para a sua casa, até pode carregar a bateria do seu carro sem gastar um único cêntimo.

Passam os mesmos testes de segurança que os outros veículos
É um erro pensar que os veículos elétricos são, por alguma razão, menos seguros do que os veículos movidos a combustível tradicional. Até porque, para obterem autorização dos reguladores para chegar ao mercado, os veículos elétricos – independentemente da marca e do modelo – têm que ser submetidos ao mesmo número e tipo de testes de segurança que todos os carros que são comercializados. Curiosamente, os testes mais recentes mostram que a maior parte dos carros elétricos não só são tão seguros como os seus parentes, como em algumas situações têm um desempenho ainda melhor em termos de segurança.

A manutenção é mais barata
A equação é simples: modelos menos complexos e com menos peças são mais baratos de reparar. Esqueça as mudanças de óleo, esqueça a correia de transmissão ou a caixa de velocidades que parte. Já fez contas ao dinheiro que gastou nestes componentes ao longo dos últimos anos e quanto poupará se não tiver esse encargo no futuro. A grande preocupação com a manutenção de um carro elétrico prende-se com a saúde das baterias, mas as baterias têm um prazo de vida aproximado de 15 anos e atualmente a maior parte dos modelos de carros elétricos tem uma garantia de 8 anos/100 mil quilómetros.

São mais silenciosos (por fora e por dentro)
Uma das primeiras coisas em que quem conduz um veículo elétrico repara é na ausência de ruído. Ao início até pode ser estranho carregar no acelerador e não ouvir qualquer som, mas verá que se rapidamente se habituará a desfrutar deste silêncio. Um silêncio que, de resto, se estende ao exterior, especialmente quando circulamos em zonas urbanas. É o verdadeiro modo ninja.

Diga adeus aos parquímetros
São já muitas as cidades portuguesas – entre as quais Lisboa – onde os veículos elétricos estão isentos de pagar estacionamento. Portanto, se comprar um veículo elétrico não precisa mais de se preocupar em andar com trocos para o parquímetro ou de passar o tempo a olhar para o relógio com medo das multas ou dos bloqueadores.

Estes são os carros elétricos preferidos dos portugueses

ranking carros elétricos

Cada vez mais os portugueses são fãs de veículos elétricos. A demonstrar isso mesmo estão os dados relacionados com a venda deste tipo de carros em 2017. De acordo com os números da ACAP – Associação Automóvel de Portugal, nos 12 meses do ano passado foram comprados 1640 carros elétricos, um número que representa mais do dobro do que tinha sido registado no mesmo período de 2016.

A explicação para este crescimento de 116,9% em apenas um ano reside na maior preocupação dos portugueses com o ambiente, com a legislação que beneficia a aquisição deste tipo de veículos e também, com o reforço da rede de postos de carregamento, cujo crescimento tem sido muito impulsionado pela PRIO, detentora da maior rede privada de pontos de carregamento de veículos elétricos.

No ranking dos veículos elétricos mais vendidos em Portugal, em 2017, está a Renault – que passou da terceira posição para o topo da lista. Veja aqui a lista dos 5 veículos movidos a bateria mais comercializados no ano passado:

1. Renault Zoe (751 unidades)

2. Nissan Leaf (318 unidades)

3. BMW i3 (255 unidades)

4. Smart Fortwo Electric Drive (90 unidades)

5. Kia Soul (60 unidades)